Home » , , » Homem tenta passar 40 dias acordado para quebrar record, consegue mas…

Homem tenta passar 40 dias acordado para quebrar record, consegue mas…

Homem passa 40 dias acordado para tentar quebrar record mas não convence os senhores do Livro de Records do GuinessEntre os dias 16 de Setembro e 25 de Outubro de 2010, Tyler Shields não fechou os olhos. Provou a si mesmo, e aos amigos, que era capaz de passar mais de 40 dias acordado. Contudo, não conseguiu convencer o livro Guinness dos recordes.

Ouviu música de cabeça para baixo, enquanto esticava os músculos, saiu para dar um passeio às 4h16 da madrugada, chegou a fazer três refeições entre a meia-noite e as 10h. Teve dores de cabeça e nos olhos, febres altas e até perda de sensibilidade nas pernas, mas garante que nunca fechou os olhos nem cedeu, sequer, a beber café ou a tomar qualquer estimulante, garantiu na página do Twitter, a 28 de Setembro de 2010.

Era o 12.º dia que passava sem dormir e ainda faltavam 28 para completar a tarefa a que se propusera: ficar acordado durante 40 dias e 40 noites. Porquê? Aparentemente, só porque já tinha dado um tiro a um homem para promover a inauguração de uma exposição fotográfica: "Estava toda a gente a perguntar-me o que iria fazer a seguir. Achei que isto ia conseguir superar esse feito."

Tyler Shields, 28 anos, fotógrafo em Los Angeles, diz que conseguiu. Entre 16 de Setembro e 25 de Outubro rodeou-se de uma equipa que o monitorizou durante 24 horas e continuou a fazer a sua vida normal. Garante que aguentou 968 horas sem dormir: 40 dias mais oito horas extras.

Superada a prova, deitou-se e fechou os olhos. Contra o que seria de esperar, custou-lhe a adormecer. Pior, seis horas depois estava acordado. "Demorei 15 minutos a vestir as calças, andava aos tombos pelo quarto. Foi terrível, quase desejei ter-me mantido acordado. Um dos assistentes disse-me que eu estava num estado equivalente ao de uma bebedeira. Não bebo, portanto não sei."

Depois de um dia inteiro atordoado, Tyler diz que conseguiu ter uma boa noite de sono. E que começou logo a sentir-se melhor e a recuperar a memória, uma das faculdades que mais sentiu alteradas com a experiência. Apesar do esforço, os responsáveis pelo livro Guinness dos recordes recusam-se a reconhecer a proeza do americano, que consideram difícil de comprovar e também demasiado perigosa. Quer isto dizer que, pelo menos oficialmente, o americano Randy Gardner, que em 1964, aos 17 anos, passou 264 horas consecutivas acordado, continua a ser o detentor do recorde.

*Fonte

Comentário(s) :

0 comentários:

Enviar um comentário

Subscrever o Blog